segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Na Bienal

Em meio a muita fajutice metida à arte, deparei na Bienal do Mercosul com uma preciosidade, a instalação Monumentos Vandalizáveis. O artista (Juan Carlos Martinat) reproduziu prédios públicos de Porto Alegre e Brasília e entregou aos pichadores, que não pouparam ninguém e nem os logotipos da Gerdau e do Banrisul, patrocinadores da mostra. Anotei três pichações:
"Cala a boca Galvão"
"Tia Carmem para presidente"
"Lula só usa terno Armani".
Ah, não faltou "Fora Yeda".