sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Histórias da mesa ao lado: A Fórmula

Dividi uma mesa bem humorada, dias atrás ,com meu bom amigo Neni, acompanhado de lambisgóias de nossas relações.  Enquanto as moças falavam de trivialidades, Neni me revelou como conheceu a fórmula da eterna excitação, ele que,  como eu, já se inclui na era dos que sentem saudade dos bons tempos.  Sucede que outro comum amigo, um ex-galã das radionovelas, não se conformava com o chamado “volume morto”, para usar um termo da moda, e apelou para uma fórmula que não negava fogo:

- A recomendação dele era a seguinte: um Cialis cinco horas antes e um Viagra uma hora antes. Não tem erro, o bichão vira um "torpedo".

Neni confessa que na primeira oportunidade adotou a fórmula, tendo um desempenho que deixou a patroa extasiada.  Entretanto, a alegria durou pouco. A revista Veja daquela semana, entre uma e outra denuncia contra os petistas, trazia uma pequena nota preocupante, para dizer o mínimo.

- A notinha, não mais do que três linhas, advertia que o Cialis, associado ao Viagra, poderia causar cegueira. Ou seja, estreei, fui beneficiado, mas nunca mais...

De imediato, Nani mostrou a nota ao amigo inventor da fórmula, preocupado com a possibilidade dele ter sérios problemas de visão, eis que estava abusando das saliências com uma namorada 30 anos mais nova.  Nani foi surpreendido com a reação do amigo:

- Provoca cegueira, é? Então pode me chamar de Steve Wonder.

E completou: “Eu quero é rosetar”.

Ao Neni só restou uma lamuria, depois do cafezinho e antes de pedirmos a conta: “Foi bom!”