terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Assunto escabroso

O caderno Donna da ZH Dominical cometeu um desserviço aos praticantes da audaciosa arte de pular a cerca. Sob o título De Olho na Infidelidade, a principal matéria da edição revela que de cada dez casos investigados por detetives, oito são de suspeita de traição – e a maioria se confirma. Não satisfeita em publicizar esses dados alarmantes, a reportagem de Viviane Bevilacqua conta histórias escabrosas, como a do sujeito que traia a mulher com uma boneca inflável ou do corno amoroso que mandava flores para sua amada que o enganava com o florista ou, ainda, do marido gay, flagrado aos beijos e abraços com um moreno sarado.

E eu, na minha santa ingenuidade, quase fiquei chocado. Mas logo me recuperei ao deparar com as 14 pistas da traição divulgadas pelos melhores detetives do ramo, o que não deixa de ser uma prestação de serviços para contrapor ao desserviço representado pela matéria propriamente dita. Confira aí o que você não deve fazer para evitar suspeitas:

1- Mudança na aparência física (quer conquistar alguém e despertar a atenção).

2- Começa a renovar o guarda-roupa.

3- Leva o celular quando vai ao banheiro.

4- Aquele que antes saía de casa sem se arrumar agora vive perfumado, nunca está satisfeito com seu corpo, entra na academia.

5- Aponta defeitos nas outras mulheres (ou homens) sem motivo aparente.

6- Se irrita com facilidade, coloca defeito em tudo que você faz, e quando você menos espera chega com um presente, dando a entender que tudo está bem na relação.

7- Nunca tem tempo para você e quando encontra tempo está cansado(a) demais.

8- Vive reclamando que se sente sufocado, preso e que não aguenta a cobrança.

9- Tem crises de ciúmes, pois ele sempre vai pensar que também está sendo traído.

10- O apetite sexual já não é mais o mesmo, mas evita tocar no assunto com o parceiro.

11- A conta de telefone aumenta, mas ele sempre dá um jeito de sumir com a conta para que você não veja os detalhes das ligações.

12- Não deixa você olhar o telefone. Quando o telefone toca, fica tenso e sai de perto para atender.

13- Vive mentindo, arrumando desculpas para tudo.

14- Os amigos íntimos olham com um sorriso no canto da boca. Está na cara que muita gente sabe, mas é como dizem: o traído é o último a saber.

Sei de gente que ao ler as pistas entrou em pânico e extraviou o jornal para que sua mulher não tivesse acesso ao material. “Das 14 pistas, eu estava incurso em pelo menos 12, um horror!”, justificou um companheiro. Outro, mais esperto e mais cínico, largou na frente e, vacinando-se, cobrou da mulher algumas atitudes dela que guardavam semelhanças com as pistas. Só que esperteza demais cobra o seu preço e esse nosso amigo passou a desconfiar da fidelidade da parceira. Pelo sim, pelo não, já contratou um detetive particular para seguir a mulher. “Não consigo conviver com esta dúvida que está me consumindo”, foi a explicação. E enquanto o resultado da investigação não chega, ele lamenta: “Maldita matéria que entrega os infiéis e nos faz duvidar das nossas mulheres.”