sábado, 16 de maio de 2015

O novo JN



                                          JN mais informal

Gostei do novo formato do JN.  Americanizou o estilo, ficou mais  informal,  a gesticulação está na medida,  a troca de câmeras é  ágil, com os ancoras se movimentando no cenário e aquela janela para as externas traz um diferencial que, pro meu gosto,  funciona.  Parece que o repórter ou o correspondente estão ai, ao alcance de um aperto de mão. Em TV tudo é linguagem, o meio potencializa qualquer detalhe, por isso a proposta de colocar a externa na tal janela é uma forma de aproximação com os âncoras e, vale dizer, com os  telespectadores.

Gosto também da dupla Willian Bonner- Renata Vasconcellos.  Tem mas empatia que a dupla anterior, Bonner – Patrícia Poeta, talvez porque Bonner tivesse restrições a sua ex-partner e, acreditem, a telinha consegue passar até esse sentimento.  Só que as vezes na tentativa de serem mais informais escorregam em algumas bobagens, como  chamar a nova moça do tempo, Maria Julia Coutinho de Maju, ou tentar explicar porque eventualmente falam Beaga em vez de Belo Horizonte ou  Flópis.por Florianópolis.

A propósito,  a Maria Julia é um achado e falo com a sinceridade de quem era apaixonado pela Michelle Loreto. A morena está no clima do novo formato, apresentando as condições do tempo como se estivesse batendo um papo com a audiência. Mas é justamente na previsão do tempo que está o principal problema do novo JN.  O quadro ganhou em ilustração e perdeu em conteúdo.  O telespectador quer saber se vai chover, fazer frio ou calor, máximas e mínimas e a Maria Julia perde tempo com abobrinhas,  tipo informar o tempo na Chapada dos Veadeiros e nas ouras chapadas conhecidas, como ocorreu no outro dia. A quantas pessoas interessa esse tipo de informação?  Sei que o problema não é da apresentadora, mas de edição. Está na hora do editor-chefe Bonner intervir, caso contrário só vou dar crédito à previsão do Jornal da Band, que é mais detalhada e focada no que interessa.

Quanto ao conteúdo do novo JN vou dar mais um tempo para firmar convicção se está acompanhando essa fase de mudanças no visual.